As telefonistas: Uma série para devorar, treinar espanhol e amar os personagens

As telefonistas: Uma série para devorar, treinar espanhol e amar os personagens

Se você ama assistir séries que prendem a atenção e são difíceis de não começar a assistir o próximo episódio, essa série é para você.

As telefonistas é uma série que se passa no período dos anos 20 aos anos 30 em Madrid na Espanha, contando a vida de 4 mulheres totalmente diferentes que trabalham em uma grande empresa telefônica. Mas o enredo vai MUITO além disso.

A série é baseada em histórias reais, com muito drama, romances, triângulos amorosos, política, crimes, investigação, assassinato… É difícil de não gostar da trama!

 

Lídia Aguilar (Blanca Suaréz)

As telefonistas: Uma série para devorar, treinar espanhol e amar os personagensA personagem principal Lídia Aguilar (Blanca Suaréz) é cheia de complexos e tem uma história de vida super sofrida, de uma mulher que tenta sobreviver e alcançar seu espaço num mundo de homens. A atriz é maravilhosa e muito boa em cativar o público. A personagem passa a maior parte das cenas com os olhos cheio d’agua, com uma expressão muito característica.

É cheia de segredos e traumas que vão sendo desenrolados no decorrer da série, e tem uma habilidade natural para se meter em confusões, que vão se tornando uma bola de neve cada vez maior. É muito interessante ver como a personagem encontra várias maneiras criativas de resolver seus problemas e ajudar suas amigas sempre que precisa (e elas precisam muito).

Além de tudo isso, a Lídia é uma mulher muito inteligente e estrategista, ela vem do nada e cresce de uma forma que não esperamos que vá acontecer.

O que mais nos deixa com o coração na mão são as cenas e dilemas do seu triângulo amoroso. Amamos e odiamos os dois homens que brigam pela Lídia várias vezes durante a série. Mais do que isso já seria spoiler, você precisa assistir para entender.

 

Ángeles (Maggie Civantos)

As telefonistas: Uma série para devorar, treinar espanhol e amar os personagensA Ángeles, personagem interpretada por Maggie Civantos é com certeza a personagem que mais cresce no decorrer da série. É preciso ter bastante empatia para entender as complexibilidades dessa personagem, porque de todas as quatro ela é a que mais sofre por não ter muita resposta as situações as quais ela é submetida.

Mas pode ficar tranquilo(a), porque sua passividade e submissão forçados se transformam em muita vontade de viver, e a raiva a impulsiona a sair dessa situação de uma forma muito dramática. Depois disso a personagem só cresce e se desenvolve cada vez mais.

 

Carlota (Ana Fernández)

As telefonistas: Uma série para devorar, treinar espanhol e amar os personagensA Carlota, personagem de Ana Fernández, é uma das personagens mais fáceis de gostar. Filha de família rica, ela sai de casa para trabalhar como telefonista e buscar sua independência longe do conservadorismo dos pais.

É uma jovem revolucionária que não baixa a cabeça e luta pelos seus direitos em um mundo que não lhe dá a mínima voz e direito de fala. Ela é, por assim dizer, a mais “inconsequente” das quatro principais, e apresenta muitas vezes um comportamento mimado.

É a única que vive um relacionamento relativamente saudável com um homem que também é revolucionário, e respeita as mulheres de igual para igual, o que é muito raro nessa série, visto praticamente todos homens da série em algum momento se aproveitam do pensamento machista e misógino da época.

Ela também vive um triangulo amoroso, que em parte é bonitinho e em alguns momentos muito dramático. Porém o triangulo dela não é com dois homens, e sim com seu noivo e uma amiga.

 

Marga Suarez (Nadia de Santiago)

As telefonistas: Uma série para devorar, treinar espanhol e amar os personagensA doce e nervosa Marga Suarez é a personagem interpretada por Nadia de Santiago. Ela vem para trazer humor e inocência a série.

Uma menina do interior tentando a vida na cidade sem ter a menor noção de como as coisas funcionam. Ela é muito envergonhada e nervosa para quase qualquer situação, o que rende várias cenas e diálogos muito engraçados.

Assim como todos os personagens da série, Marga é uma personagem muito bem construída, com personalidade forte e marcante. Dona de uma integridade sem igual, é muito honesta e respeitosa, e tem muita dificuldade para lidar com os problemas da cidade grande de início. Porém, sua evolução é enorme, e sobre tudo Marga se torna uma ótima amiga e companheira, além de fazer história sendo a primeira mulher a conquistar um cargo na empresa que até então era exclusivo para homens.

 

Como não amar?

Se você já está convencido(a) a assistir essa maravilhosa obra espanhola, prepare-se para uma longa maratona rodeada de emoções. As telefonistas tem 6 temporadas disponíveis no Netflix (oficialmente são 5, mas a quinta temporada é dividida em duas partes, criando assim uma sexta temporada).

São muitos episódios com milhares de coisas acontecendo ao mesmo tempo, várias histórias paralelas à história principal, mantendo sempre o equilíbrio de drama e humor. É uma série pra rir, chorar, amar e passar muita raiva. Assista!


posts Relacionados

García Lorca – O poeta pleno

As palavras, sentimentos e ideias foram mestras do poeta Federico García Lorca por...

Luis Buñel: o pai do surrealismo no cinema

Luis Buñel, nascido na cidade de Calanda, em Teruel, Comunidade Autônoma de Aragão,...