Pontos turísticos da Espanha por Comunidade Autônoma

Que a Espanha é um país incrivelmente rico em cultura e história, todos sabemos. Em suas 17 Comunidades Autônomas, a história da Europa foi escrita há milênios por diferentes civilizações, criando lugares de interesse para você conhecer e se deslumbrar ao visitar o país.

Neste post, separamos os principais pontos turísticos da Espanha em cada Comunidade Autônoma. Assim, você pode planejar sua viagem e conseguir conhecer toda sua vasta mescla cultural, religiosidade, bravura e esplendor.

 

Andaluzia

Aqui católicos, judeus e muçulmanos tiveram seus períodos de ocupação e, entre conquistas e reconquistas, a mais plural das Comunidades Autônomas da Espanha construiu sua identidade.

A Alhambra é um ótimo lugar para conhecer ao visitar a Andaluzia. Se trata de uma fortaleza com arquitetura islâmica e algumas estruturas cristãs também. Foi construído nos séculos XIII e XIV e, posteriormente, sofreu muitas modificações em sua estrutura e jardins.

Fica em Granada, sobre uma colina muito arborizada de La Sabika.

Aragão

Em Aragão recomendamos que você visite a Catedral-Basílica de Nuestra Señola del Pilar de Zaragoza. Uma enorme construção católica que data de 1293 e que, ao longo dos séculos seguintes, foi sendo ampliada e transformada no que conhecemos hoje.

A vista externa por si só já é deslumbrante, pois fica ao lado do Rio Ebro e entre a Puente de Santiago e Puente de Piedra. No seu interior afrescos decoram suas cúpulas e esculturas de imagens criam a aura religiosa poderosíssima na Capilla de la Virgen.

Astúrias

O brasileiro que andar por aqui tem a chance de reconhecer algumas linhas muito famosas da arquitetura do nosso país. Conhece Brasília, não é mesmo? Pois aqui existe o Centro Cultural Internacional Oscar Niemeyer, projetado pelo arquiteto brasileiro para a cidade de Avilés.

O Centro Niemeyer, como é mais comumente chamado, contrasta com a cidade antiga e industrial com suas linhas curvas e o branco característico. Esta é a única obra de Niemeyer na Espanha, tendo sido ela doada ao Principado de Astúrias – anos após receber o Premio Príncipe de Asturias de las Artes, em 1989.

Baleares

Com o Mediterrâneo fazendo o horizonte por todos os lados, as Ilhas Baleares têm muita história para contar – desde os gregos! Muitos sítios arqueológicos estão espalhados pelas 4 ilhas que compõem o arquipélago e Comunidade Autônoma.

Mas uma das atrações daqui é bem moderna e fica em Ibiza. Certamente você já ouviu falar desse paraíso da música eletrônica e festas épicas. Não é exatamente um local que indicaremos, mas sim um “evento cultural”.

 

Comunidade Valenciana

Aqui acontece a famosa La Tomatina, na cidade de Bunhol, onde as ruas (e os participantes) ficam banhados em um intenso molho feito a partir da guerra de tomates.

Aqui no blog já falamos sobre esta “guerra vermelha”. Leia aqui.

Canárias

Em meio ao Oceano Atlântico, as Canárias encantam com seu relevo e seus Parques Nacionais de suas ilhas vulcânicas. Uma dica para visita é o Parque Nacional del Teide – Teide é um vulcão em Tenerife, onde existe o Roque Cinchado, que consiste em uma rocha muito peculiar muito famosa na ilha.

Cantábria

Ao Norte da Espanha está a Comunidade Autônoma de Cantábria, riquíssima em história desde a pré-história – contando com cavernas com conjuntos pictóricos na Caverna de Altamira. As pinturas e gravuras são do período Paleolítico, por volta de 14.500 e 12.000 a.C., mas alguns testes apontam até mesmo para 32.000 a.C.! É conhecida como a “Capela Sistina” da arte rupestre.

Além disso, a geografia da região é digna de filmes e séries de época que retratam aqueles vastos campos de morros e pedras. É simplesmente fantástico como parece que se volta no tempo ao ver isto.

 

Castela e Leão

A quantidade de castelos, igrejas e catedrais em Castela e Leão é enorme! Tem para todos os gostos, períodos e estilos de arquitetura. Mas a nossa dica aqui é para os amantes do esquí: a estação de La Covatilla na  Serra de Béjar, na cordilheira Cantábrica.

 

Castela-Mancha

Famosa pelos Moinhos de Vendo de Miguel de Cervantes e as aventuras de Sancho e Pança, Castela-Mancha também conta com uma paisagem deslumbrante em Cuenca, com casas que ficam “penduradas” nos rochedos, as Casas Colgadas. Além de ficarem para “além do penhasco”, abaixo do cânion fica o Rio Huécar.

Catalunha

A Catalunha é uma das regiões mais ricas culturalmente e, assim como o País Basco, possui um idioma distinto do Castelhano, o Catalão – que é nitidamente uma mescla de espanhol com francês e outras línguas históricas da região.

A parada obrigatória para quem vai à Barcelona é visitar o Templo Expiatório da Sagrada Família. Obra de Gaudí e que está em construção desde 1882!

Estremadura

A povoação dos Romanos na região deixou um legado arquitetônico incrível para você conhecer em Estremadura. O que indicamos para você viver fica em Mérida, fundado em 25 a.C. a mando do Imperador Augusto.

Entre templos aos deuses, como o Templo de Diana, existe também um Teatro Romano de Mérida (além de Aquedutos, Anfiteatros, Circo, etc.).

Galícia

O ponto final de milhares de peregrinos que vêm de diversas rotas da Europa toda para chegar em Santiago de Compostela. Aqui, reza a lenda, Tiago, apóstolo de Cristo, foi sepultado após ter sido decapitado em Jerusalém por ordem de Herodes Agripa I.

Além deste importante local, a Galícia, ao norte da Espanha (logo acima de Portugal), também tem sua história contada desde milênios, com sítios arqueológicos da pré-história e da influência dos Celtas na região na Idade de Ferro e Idade de Bronze no século XI a.C.

La Rioja

A terra dos Sete Rios que desaguam no Rio Ebro. La Rioja dos Sete Vales. Aqui também se encontram sítios arqueológicos Romanos, como em diversos locais da Espanha.

Aqui também temos a Concatedral de Santa María de la Redonda, um Patrimônio Histórico da Espanha, situado em Logroño, capital da Comunidade Autônoma.

Madri

Comunidade Autônoma que abriga a capital da Espanha, Madri. Aqui o que destacamos, até mesmo para gerar algum contraste com todo este peso milenar que estamos apresentando, são as Área de Negócio de Quatro Torres, a CTBA (Cuatro Torres Business Area).

Múrcia

Pre-história, Romanos, Muçulmanos, Católicos. Por aqui a cultura e história são efervescentes – além de sua geografia fenomenal! Fica até difícil indicar um local somente, uma vez que o próprio aeroporto seria um local a indicar. Mas vamos lá…

Quando for visitar Múrcia, vá ao Museo Nacional de Arqueología Subacuática, que conta com um vasto acervo de cerâmica, embarcações, moedas e esculturas fenícias.

 

Navarra

Esta Comunidade Autônoma abriga a cidade que da nome à rua onde esta situada a matriz da Cultura Española em São Paulo: Pamplona! E nesta cidade acontece uma das maiores festas da Espanha em honra à São Firmino.

Las Fiestas de San Fermín, ou Sanfermines, começam pontualmente 12 horas dia 6 de julho e encerrando às 24h de 14 de julho. Conheça um pouco mais sobre esta festa aqui mesmo no Blog da Cultura Española.

 

País Basco (Euskal Herria)

Aqui o idioma principal é o Euskara, muito diferente do Catalão e o Castelhanho. Possui uma identidade distinta, até mesmo com uma mitologia própria e pré indo-europeia e matriarcal.

Aqui, um dos museus mais fantásticos está situado, em Bilbao, o Museo Guggenheim Bilbao com sua aura metalizada e formas únicas.

 

 


posts Relacionados

Um viva ao amor!

Dia dos Namorados Espanha- 14 de fevereiro. Dia dos Namorados Brasil – 12...

Os caminhos de Santiago de Compostela

Santiago de Compostela é o ponto de encontro de milhares de pessoas que...