Os curiosos carnavais da Espanha

O carnaval é herança das antigas tradições pagãs que celebra o fim do inverno na Europa e a fertilidade (com a chegada da primavera). Ao mesmo tempo ela funcionava como uma válvula de escape social onde o povo toma posse das ruas e celebram a fartura, satirizam o poder e rompem limites.
A Espanha, apesar de um país muito cristão, tem uma cultura arraigada na tradição dos carnavais em sua versão mais pagã e, assim como no Brasil, possuem diferentes carnavais. Cada povo tem seu festejo, suas diferentes formas de comemorar e brincar antes que a quaresma chegue.
Conheça alguns dos principais e curiosos carnavais da Espanha, baseados na lista de Metrópoli.
 
Vilanova i la Geltrú, na Cataluña
Um carnaval de mais de 250 de história que reúne milhares de pessoas todos os anos para participar de diversas atividades, são tantas que renderia um artigo inteiro só para falar desta grande e bonita festa. Mas dentre as principais passagens destacamos:

  • La Merengada: uma guerra de merengue feita por crianças, e “crianças  crescidas” também. Tem um vídeo abaixo que mostra essa farra doce.
  • La Llegada (L’Arrivo): com um contexto de sátira política, marca a chegada do Rei Carnestolendas, o rei do carnaval, com suas concubinas e outros mais, como o seu secretário, que lê seu testamento na quarta-feira de cinzas.
  • El Moixó Foguer: uma pessoa, que nunca se sabe quem é, que passeia nua, coberta de mel e penas, levada pelas ruas dentro de uma caixa com os foliões acompanhando, dançando e lançando suas penas ao ar.

Para saber mais, e ver mais vídeos do carnaval de Vilanova i la Geltrú, visite seu canal oficial no YouTube.

 

Carnaval de Vilanova i la Geltrú, em 2011
Carnaval de Vilanova i la Geltrú, em 2011

 
Entroido de Pontevedra, na Galícia
Em 2013 completam 10o anos que o pobre papagaio Ravachol morreu… pois é, a história do carnaval de Pontevedra nasce com a morte de um papagaio, que existiu realmente lá por volta de 1900. Foi o mascote de don Perfecto, que encantava todos com seu palavreado e irreverência. Até que bateu as botas.
É dito que o papagaio morreu por empacho de pasteles, de tanto comer, justo na época de Carnaval. Isto comoveu a localidade que organizaram um velório e um enterro, que se repetiu ano após ano em Pontevedra.
 

O papagaio Ravachol no Carnaval de Pontevedra
O papagaio Ravachol no Carnaval de Pontevedra

Bielsa, em Aragón

Este é um carnaval claramente pagão e distante esteticamente das festas mais comuns. Participar dele, é embarcar numa viagem no tempo, neste que é um dos mais antigos de toda a Espanha.

O tema dos festejos giram em torno da figura de um vilão, Cornelio Zorrilla, um grande boneco de palha e roupas velhas. Zorrilla simboliza todos os males e, para alegria geral da nação, é queimado em frente à prefeitura.

Jovens homens vestem-se de figuras meio-humanas e saem pelas ruas assustando as crianças. Em contraste a eles, as mulheres vestem-se de madames de branco. Existem ainda outros personagens, como o Urso Pardo, que deixa sua hibernação de inverno para anunciar tempos mais quentes.

Os jovens meio-humanos
Os jovens meio-humanos

Cornelio Zorrilla
Cornelio Zorrilla

O Urso Pardo
O Urso Pardo

 
 


posts Relacionados

Dia da América de Astúrias, em Oviedo

Conheça a história desta tradicional festa asturiana que acontece anualmente, desde a década...

O Corpus Christi em Toledo, Espanha

Toledo vive a cada ano a sua festa de maior esplendor, o Corpus...