O Dia da Hispanidade

Há 520 anos começava a história das Américas como a conhecemos hoje: com a chegada das três caravelas de Cristóvão Colombo à ilha de San Salvador, hoje conhecida como Bahamas e conhecida na epóca por seus nativos como Guanahani.  A partir daí, deu-se a colonização das Américas pelos espanhóis. Uma história controversa que gerou um dos povos mais bravos e unidos do mundo. Unidos pela língua castelhana e por sua inconfundível riqueza cultural gerada a partir da mescla dos povos ibéricos com incas, maias, astecas, guaranis e outros tantos que já habitavam estas terras.

Hoje, 23 países fazem parte desta deste contexto hispânico. Nem todos na América, como, por exemplo, as Filipinas, única destes 23 que já não tem o espanhol como língua oficial, mas que há um movimento de retomada desta língua.

O conceito da Hispanidade resurgiu logo após a retomada da democracia na Espanha com a criação da Cumbre Iberoamericana, ou Conferência Ibero-americana em 1991. Um processo de coperação entre a Espanha e os países Hispano americanos e as Filipinas, com diversos investimentos pesados nestes países.

Hoje é uma data para se comemorar a alegria da cultura e relembrar sua história destes que unidos por uma língua tecem a mais vasta identidade deste mundo.

Bandeira da Hispanidade

Bandeira da Hispanidade: O branco simboliza a paz; o Sol oculto relembra o deus Inti, da mitologia inca, como o despertar do continente americano; as três cruzes representam as caravelas com que Cristóvão Colombo descobriu a América (Santa Maria, Pinta e Nina). A cor púrpura das cruzes aludem ao colorido emblemático da coroa de Castela.

 

 

468 ad

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>