Como pronunciar palavras em espanhol

Como pronunciar palavras em espanhol

Apesar de ser relativamente fácil entender o que se fala em espanhol pela sua similaridade com o português, na hora de falar espanhol podemos nos perder um pouco ao não prestar a devida atenção em pequenas particularidades da língua. Você já deve ter ouvido de muitas pessoas “eu entendo e escrevo tudo que precisar em espanhol, mas não consigo ter uma boa pronúncia”. Se este também é o seu caso, acompanhe esse texto e perca o medo de pronunciar corretamente o espanhol.

 

Letras do alfabeto

Não existe forma melhor de aprender a pronúncia de uma nova língua do que começar pelo básico, que é saber como se fala o nome de cada letra do alfabeto espanhol e entender qual som ela tem. Lembrando que além das letras que conhecemos, o alfabeto espanhol ainda conta com os seguintes caracteres: CH, LL e Ñ. A letra W, apesar de não fazer parte do alfabeto espanhol é usada em algumas palavras da língua, principalmente as de origem estrangeira. Confira abaixo:

A [a]
B [be – be larga]
C [ce]
CH [tche]
D [de]
E [e]
F [efe]
G [ge]
H [ache]
I [i]
J [jota]
K [ca]
L [ele]
LL [elle]
M [eme]
N [ene]
Ñ [eñe]
O [o]
P [pe]
Q [cu]
R [erre]
S [ese]
T [te]
U [u]
V [uve]
W [uve doble (ES)],[u doble (AL)]
X [equis]
Y [i griega] [ ye]
Z [zeta]

 

Similaridade ao Português

Como você pode ver na tabela acima, boa parte das letras possuem a mesma pronúncia das em português e Espanhol. Para facilitar a compreensão, vamos dar destaque para as letras com as quais você não precisa se preocupar:

 

Vogais: A, I, U

Consoantes: C, F, H, K, M, N, P e Q

Dígrafo: SS

 

Diferentes do Português

Agora que você já sabe o que o alfabeto espanhol tem de igual em questão de pronúncia ao alfabeto português, vamos destacar as letras novas e/ou que são faladas de forma diferente precisam receber uma atenção especial. Confira a seguir:

 

As vogais E e O

Letra E: O som do E no espanhol é sempre “fechado”, portando nunca ocorre a substituição dessa letra pela letra “i” durante a pronúncia do final das palavras, como costumamos fazer na nossa língua.

Letra O: O som da letra “O” também é sempre fechado durante a pronúncia. Isso significa que não existe a substituição sonora pela letra “U” no final das palavras, como costumamos fazer no português.

Letra A: O som da letra “A” é sempre aberto, não existe o til ~ na acentuação espanhola, como por exemplo “maçã” que é o som fechardo em nossa lingua para a vogal “a”.

 

Vogais seguidas de “N” (Por exemplo: na, em, in, on, un)

Vogal + N: Diferente do português, a combinação dessas letras gera um som mais aberto e menos nasalado. Alguns exemplos de palavras em espanhol com essa combinação são: hablan, onda.

 

Consoantes com pronúncia diferente no espanhol

B e V: Na língua espanhola essas duas letras têm som de B, principalmente na Espanha. Em países latino-americanos o som do “V” acaba sendo pronunciado com um som intermediário entre as duas letras.

D: Ao contrário do português, a pronúncia dessa letra quando junta do I ou do E (DI, DE) sai puro, limpo. Em português falamos algo parecido com “dji”, para algo que no espanhol seria “dí”. Alguns exemplos são “día” e “decidir”.

G: O “G” no espanhol, quando usado antes de “E” ou do “I” tem um som semelhante ao nosso “R” quando usado no inicio de uma palavra (Rato, Rua, Reboco). O Som dele é semelhante ao som da letra “J” quando pronunciada em espanhol.

J: Tem o som do nosso “R” em inicial de palavras.

Ñ: Essa letra possui um som equivalente ao nosso “NH”. Exemplo: muñeca, em espanhol, se pronuncia “munheca”

L: Essa letra possui um som muito similar no espanhol e no português. A principal diferença é que no espanhol ela nunca é lida como “u” no final de uma palavra como fazemos na nossa língua, tendo o som mais puro do “L” quando aparece por último. Exemplo: Débil

R: A pronúncia da letra “R” em espanhol provoca uma vibração na boca, diferente do conhecido raspão na garganta que temos falando o “R” no português. O som dele é mais similar ao “R” que usamos no meio de uma palavra, ao invés do “R” que usamos no começo. Como por exemplo na palavra “Cadeira”, porém ainda mais vibrante.

S e Z: Essas duas letras em espanhol são pronunciadas da mesma forma que o “SS” em português, com uma única peculiaridade: Quando o “Z” vem antes do “O” em alguma palavra com som aberto, ele é pronunciado com a ponta da língua tocando os dentes superiores. Um bom exemplo disso é a palavra “corazón”.

T: A letra “T” no espanhol é pronunciada de forma seca e limpa. No Português, quando falamos as silabas T+I ou T+E, o som do “T” sai como algo parecido com “tch”. Isso não acontece no espanhol.

X: No começo das palavras ou antes de consoantes, a pronúncia do “X” é como a de palavras com “SS”. Em contrapartida, quando o X é seguido de uma vogal no meio de uma palavra, pronunciamos ele com som de “KS”. Exemplo: Exámen.

Y: Na Espanha especificamente, o Y usado antes das vogais A, E e O tem som de “I”. Isso muda em alguns países latino-americanos, onde o Y passa a ter som de “J” antes dessas vogais. Um exemplo desta particularidade é a palavra “Yo”.

A situação muda quando o “Y” aparece no final das palavras. Nesse caso a letra possui sempre o som de “I”, como nos exemplos “estoy” e “muy”.

Dígrafos e suas pronúncias 

 

CH: No Espanhol, essas duas letras são pronunciadas com o som de “tch”, como por exemplo em “ceviche”.

LL: A pronúncia dessa combinação de letras varia – e muito – de país para país, sendo uma das mais difíceis de memorizar. Na Argentina e no Uruguai por exemplo, essas duas letras são pronunciadas como o nosso “J”. Já em algumas regiões da Espanha o som é bem mais suave, querendo se assemelhar ao “LH” que usamos na língua portuguesa. Já em outras regiões, o “LL” pode ter um som que se confunde com o som de “Y”! Agora imagine quantas formas diferentes e corretas existem de se pronunciar a palavra “Paella”?

RR: O “erre doble” espanhol, assim como na língua portuguesa também tem sempre um som forte. A diferença é que enquanto no português pronunciamos um som que “arranha”, no espanhol o “RR” é um som que vibra na boca.

 

Agora que sabemos sobre a pronúncia correta dos sons que as letras do alfabeto espanhol têm fica bem mais fácil entender e desenvolver a sua comunicação, não é mesmo?


posts Relacionados

As mãos de Mario Irarrázabal

Pelo mundo este chileno de Santiago espalhou suas mãos em esculturas fantásticas que...

Gírias da Espanha para você sair falando
Gírias da Espanha para você sair falando

Você viaja para um país sabendo falar perfeitamente a sua língua, conhece o...