Como pronunciar palavras em espanhol

Como pronunciar palavras em espanhol

Apesar de ser relativamente fácil entender o que se fala em espanhol pela sua similaridade com o português, na hora de falar espanhol podemos nos perder um pouco ao não prestar a devida atenção em pequenas particularidades da língua. Você já deve ter ouvido de muitas pessoas “eu entendo e escrevo tudo que precisar em espanhol, mas não consigo ter uma boa pronúncia”. Se este também é o seu caso, acompanhe esse texto e perca o medo de pronunciar corretamente o espanhol.

 

Letras do alfabeto

Não existe forma melhor de aprender a pronúncia de uma nova língua do que começar pelo básico, que é saber como se fala o nome de cada letra do alfabeto espanhol e entender qual som ela tem. Lembrando que além das letras que conhecemos, o alfabeto espanhol ainda conta com os seguintes caracteres: CH, LL e Ñ. A letra W, apesar de não fazer parte do alfabeto espanhol é usada em algumas palavras da língua, principalmente as de origem estrangeira. Confira abaixo:

A [a]
B [be – be larga]
C [ce]
CH [tche]
D [de]
E [e]
F [efe]
G [ge]
H [ache]
I [i]
J [jota]
K [ca]
L [ele]
LL [elle]
M [eme]
N [ene]
Ñ [eñe]
O [o]
P [pe]
Q [cu]
R [erre]
S [ese]
T [te]
U [u]
V [uve]
W [uve doble (ES)],[u doble (AL)]
X [equis]
Y [i griega] [ ye]
Z [zeta]

 

Similaridade ao Português

Como você pode ver na tabela acima, boa parte das letras possuem a mesma pronúncia das em português e Espanhol. Para facilitar a compreensão, vamos dar destaque para as letras com as quais você não precisa se preocupar:

 

Vogais: A, I, U

Consoantes: C, F, H, K, M, N, P e Q

Dígrafo: SS

 

Diferentes do Português

Agora que você já sabe o que o alfabeto espanhol tem de igual em questão de pronúncia ao alfabeto português, vamos destacar as letras novas e/ou que são faladas de forma diferente precisam receber uma atenção especial. Confira a seguir:

 

As vogais E e O

Letra E: O som do E no espanhol é sempre “fechado”, portando nunca ocorre a substituição dessa letra pela letra “i” durante a pronúncia do final das palavras, como costumamos fazer na nossa língua.

Letra O: O som da letra “O” também é sempre fechado durante a pronúncia. Isso significa que não existe a substituição sonora pela letra “U” no final das palavras, como costumamos fazer no português.

Letra A: O som da letra “A” é sempre aberto, não existe o til ~ na acentuação espanhola, como por exemplo “maçã” que é o som fechardo em nossa lingua para a vogal “a”.

 

Vogais seguidas de “N” (Por exemplo: na, em, in, on, un)

Vogal + N: Diferente do português, a combinação dessas letras gera um som mais aberto e menos nasalado. Alguns exemplos de palavras em espanhol com essa combinação são: hablan, onda.

 

Consoantes com pronúncia diferente no espanhol

B e V: Na língua espanhola essas duas letras têm som de B, principalmente na Espanha. Em países latino-americanos o som do “V” acaba sendo pronunciado com um som intermediário entre as duas letras.

D: Ao contrário do português, a pronúncia dessa letra quando junta do I ou do E (DI, DE) sai puro, limpo. Em português falamos algo parecido com “dji”, para algo que no espanhol seria “dí”. Alguns exemplos são “día” e “decidir”.

G: O “G” no espanhol, quando usado antes de “E” ou do “I” tem um som semelhante ao nosso “R” quando usado no inicio de uma palavra (Rato, Rua, Reboco). O Som dele é semelhante ao som da letra “J” quando pronunciada em espanhol.

J: Tem o som do nosso “R” em inicial de palavras.

Ñ: Essa letra possui um som equivalente ao nosso “NH”. Exemplo: muñeca, em espanhol, se pronuncia “munheca”

L: Essa letra possui um som muito similar no espanhol e no português. A principal diferença é que no espanhol ela nunca é lida como “u” no final de uma palavra como fazemos na nossa língua, tendo o som mais puro do “L” quando aparece por último. Exemplo: Débil

R: A pronúncia da letra “R” em espanhol provoca uma vibração na boca, diferente do conhecido raspão na garganta que temos falando o “R” no português. O som dele é mais similar ao “R” que usamos no meio de uma palavra, ao invés do “R” que usamos no começo. Como por exemplo na palavra “Cadeira”, porém ainda mais vibrante.

S e Z: Essas duas letras em espanhol são pronunciadas da mesma forma que o “SS” em português, com uma única peculiaridade: Quando o “Z” vem antes do “O” em alguma palavra com som aberto, ele é pronunciado com a ponta da língua tocando os dentes superiores. Um bom exemplo disso é a palavra “corazón”.

T: A letra “T” no espanhol é pronunciada de forma seca e limpa. No Português, quando falamos as silabas T+I ou T+E, o som do “T” sai como algo parecido com “tch”. Isso não acontece no espanhol.

X: No começo das palavras ou antes de consoantes, a pronúncia do “X” é como a de palavras com “SS”. Em contrapartida, quando o X é seguido de uma vogal no meio de uma palavra, pronunciamos ele com som de “KS”. Exemplo: Exámen.

Y: Na Espanha especificamente, o Y usado antes das vogais A, E e O tem som de “I”. Isso muda em alguns países latino-americanos, onde o Y passa a ter som de “J” antes dessas vogais. Um exemplo desta particularidade é a palavra “Yo”.

A situação muda quando o “Y” aparece no final das palavras. Nesse caso a letra possui sempre o som de “I”, como nos exemplos “estoy” e “muy”.

Dígrafos e suas pronúncias 

 

CH: No Espanhol, essas duas letras são pronunciadas com o som de “tch”, como por exemplo em “ceviche”.

LL: A pronúncia dessa combinação de letras varia – e muito – de país para país, sendo uma das mais difíceis de memorizar. Na Argentina e no Uruguai por exemplo, essas duas letras são pronunciadas como o nosso “J”. Já em algumas regiões da Espanha o som é bem mais suave, querendo se assemelhar ao “LH” que usamos na língua portuguesa. Já em outras regiões, o “LL” pode ter um som que se confunde com o som de “Y”! Agora imagine quantas formas diferentes e corretas existem de se pronunciar a palavra “Paella”?

RR: O “erre doble” espanhol, assim como na língua portuguesa também tem sempre um som forte. A diferença é que enquanto no português pronunciamos um som que “arranha”, no espanhol o “RR” é um som que vibra na boca.

 

Agora que sabemos sobre a pronúncia correta dos sons que as letras do alfabeto espanhol têm fica bem mais fácil entender e desenvolver a sua comunicação, não é mesmo?


posts Relacionados

As mãos de Mario Irarrázabal

Pelo mundo este chileno de Santiago espalhou suas mãos em esculturas fantásticas que...

Festa de San Fermín - O Chupinazo
Festa de San Fermín – O Chupinazo

O chupinazo, ou txupinazo em basco, é o lançamento do foguete que dá...